Olhar em foco: Coimbra

Grandes cidades como a de Coimbra, resultam numa grande oportunidade para fotógrafos em busca de variedade de ambientes, situações ou pessoas, que quando traduzidos para fotografia podem transportar outros a esses mesmos locais.

A alma da cidade de Coimbra encontra se na riqueza das suas zonas históricas, das suas gentes… pelo que a visita a pé para contacto com as tradições é aconselhada e sempre munido de uma máquina fotográfica tente captar a essência desta cidade de estudantes, a capital do conhecimento em Portugal:

Coimbra um lugar a Visitar e Fotografar

Coimbra histórica

Coimbra é palco de uma das maiores histórias de amor da corte portuguesa entre Inês de Castro e D. Pedro. Estes depois de alguns anos no Norte de Portugal, regressaram a Coimbra e instalaram-se no Paço de Santa Clara, mandado construir pela avó de D. Pedro.

Inês de Castro

Havia boatos de que o Príncipe se tinha casado secretamente com D. Inês, facto confirmado por D. Pedro I na famosa Declaração de Cantanhede.

Na Família Real um incidente deste tipo assumia graves implicações políticas, e este facto leva à execução de D. Inês em Santa Clara, no jardim das Lágrimas, que ainda hoje pode ser visitado e fotografado. A beleza do local, digno da realeza, foi mantido ao longo dos anos e é o local ideal para iniciar um dia fotográfico com um pequeno almoço no hotel que aí se encontra instalado.

Também em Coimbra Dona Isabel de Aragão, esposa legítima de D. Dinis, e sua corte, iniciara uma vida cheia de magnanimidade e santidade. Aqui, a menina casada se fez mulher, mãe, dos filhos Constança e Afonso, futuro Afonso IV de Portugal, rainha e santa.

Encontramos, em qualquer parte de Coimbra, os vestígios e histórias ligadas à corte portuguesa que a tornam uma cidade plena de história e de monumentos icónicos que vale sempre a pena registar fotograficamente.

Coimbra dos estudantes

A universidade pública localizada na cidade de Coimbra é, em Portugal, uma das universidades ainda em funcionamento mais antigas do mundo. Aliás, a mais antiga e uma das maiores universidades do país.

Composta por 3 polos, 8 faculdades e 18 museus, a instituição conta ainda com o Jardim Botânico e o Estádio Universitário de Coimbra. Ela é uma instituição com um impacto cultural profundo no país e plena de tradições, a sua influência na cidade é facilmente observada por quem a visita.

Há um calendário de tradições académicas e culturais que se repetem todos os anos e que trazem a esta cidade de estudantes milhares de pessoas todos os anos. Informe-se relativamente às datas em que visita e poderá obter boas imagens de algumas tradições ou eventos culturais que ocorrem todos os anos nesta cidade.

A não perder nesta instituição a biblioteca Joanina do século XVIII, situada no Palácio das Escolas da Universidade.

Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra

Fado de Coimbra

Se o Fado é considerado a canção da alma portuguesa, o Fado de Coimbra é, seguramente, a música que marca o ritmo do coração da cidade dos estudantes.

Intimamente ligado às tradições académicas, o Fado de Coimbra surgiu espontaneamente por entre os grupos de estudantes que, ao mudarem-se para a cidade para frequentar a Universidade, levavam consigo as suas guitarras portuguesas.

A tradição manteve-se até hoje, cantado exclusivamente por homens, o fado coimbrão implica rigor nas vestes.

 

Os grupos de músicos e cantores, envergando o traje académico de calça, batina e capa de cor negra que confere solenidade ao momento, cantam à noite nas praças e ruas da cidade, palco privilegiado da canção de Coimbra.

Para assistir e poder registar fotograficamente estes momentos, deverá procurar na agenda cultural da cidade os locais onde se realizarão os próximos espetáculos.

Lista de Locais icónicos da cidade

Universidade de Coimbra

A Universidade de Coimbra é uma das mais antigas da Europa. Fundada em Lisboa por D. Dinis em 1290, foi definitivamente transferida para Coimbra em 1537, vindo a ocupar os edifícios do Paço Real Medieval.

Igreja de Santa Cruz

Iniciado em 1131, sob o patrocínio de D. Afonso Henriques, e entregue à ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho.

Sé Velha

Com projeto do francês Mestre Roberto, a igreja tem um exterior robusto, simétrico, com escassas aberturas e coroamento de ameias.

Aqueduto de S. Sebastião

Obra do final do século XVI, tendo-se aproveitado o traçado, e provavelmente os restos de um anterior aqueduto que remontava ao período romano.

Arco de Almedina

Era a principal porta da muralha medieval. Atribui-se a parte mais antiga da porta ao século IX, sendo inicialmente constituída por dois cubelos unidos por um arco.

Carmelo de Santa Teresa

O Carmelo, situado perto do Penedo da Saudade, foi construído para as irmãs Carmelitas, no séc. XVIII.

Palácio de Sub-Ripas

Constituído por dois corpos distintos, designados a “Casa de Cima” ou Casa do Arco e a “Casa de Baixo” ou Casa da Torre, o Palácio de Sub-Ripas é um magnífico Portal manuelino, da primeira metade do século XVI.

Pátio da Inquisição

O Pátio da Inquisição deve o seu nome ao conjunto de edifícios de valor histórico e arquitetónico, onde funcionou, desde 1566 até à sua extinção, em 1821, o Tribunal do Santo Ofício.

Portugal dos Pequenitos

O Portugal dos Pequenitos, inaugurado em 8 de Junho de 1940, é um parque lúdico, pedagógico e turístico, idealizado por Bissaya Barreto e projetado pelo arquiteto Cassiano Branco.

Torre de Almedina

Edificada sobre o Arco de Almedina, tinha como função vigiar e defender a principal porta de acesso ao interior da muralha.

Quinta das lágrimas

A Quinta das Lágrimas localiza-se na margem esquerda do Mondego, na freguesia de Santa Clara.

Jardim Botânico de Coimbra

É um jardim botânico com 13,5 hectares de área, situado em Coimbra, Portugal. É membro da Associação Ibero-Macaronésica de Jardins Botânicos e da BGCI.

A Biblioteca Joanina

Biblioteca do século XVIII situada no Palácio das Escolas da Universidade de Coimbra, no pátio da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Apresenta um estilo marcadamente barroco, sendo reconhecida com uma das mais originais e espetaculares bibliotecas barrocas europeias.

Além de local de pesquisa de muitos estudiosos, o espaço é ainda frequentemente utilizado para concertos, exposições e outras manifestações culturais.

 

Quinta das Lágrimas

 

E então? Ficou a saber mais sobre fotografar em Coimbra?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *